BLOG

Blog Single Image

13

jun

Varietal, Reserva, Estate, o que significa cada um?

Recentemente temos recebidos questionamentos a respeito das denominações dos vinhos, então vamos lá. O que seria um Varietal, um Estate, um Reserva ou um Gran Reverva?

Varietal

Um vinho denominado um varietal, ou monovarietal, é aquele que produzido a partir de uma única variedade de uva, também podendo ser considerado aquele que possuí uma alta predominância de determinada uva. Exemplo: Um vinho Malbec é produzido exclusivamente ou sua a maior parte da sua composição é feita de uvas Malbec.

Como os vinhos Abaixo:

Los Haroldos Nampe Rosado de Malbec Los Haroldos Malbec

Estate

Para começar a palavra Estate é uma palavra americana que em inglês significa “propriedade”. Também conhecido como “Estate bottled”, essa escrita no rótulo sinaliza que o vinho demarcado foi produzido com uvas cultivadas pela própria vinícola.

Isso mesmo, aí você nos pergunta: Mais todas as uvas não são cultivadas pela vinícola? Preciso te informar que nem sempre. Diversos produtores agrícolas cultivam uvas viníferas mas eles não produzem vinhos, eles apenas comercializam suas uvas para algumas vinícola.  Ou seja, o vinho denominado Estate deve ser totalmente produzido dentro das instalações da vinícola, desde sua colheita até ao engarrafamento. Nenhuma parte do processo pode acontecer em outro local.

Veja algumas sugestões:

Barrica Andina Estate Selection Cabernet Sauvignon

Los Haroldos Estate Blend

 

Reserva

O vinho considerado reserva, geralmente indica que este vinho “passou por algum período de amadurecimento em barris de carvalho e envelhecimento na própria garrafa”.
Os vinhos com passagem em barris de carvalho apresentam aromas, sabores, estrutura longevidade e taninos muito mais intensos. Cada país tem uma regra para o tempo de permanência no barril, no geral o máximo costuma girar em torno de 2 anos.

Conheça alguns exemplos:

Terra D’alter Reserva Tinto

Varela Zarranz Fusión Roble.

Reservado

Com o nome semelhante ao Reserva, o vinho Reservado é totalmente diferente do vinho Reserva. Na verdade, ele obtém o título de Reservado, pois na maioria das vezes, são vinhos de entrada de muitas vinícolas, ou seja, são os vinhos mais simples que o produtor elabora. Geralmente são produzidos em grande quantidade, sem estágio em madeira e envelhecimento em garrafa. No geral, são considerados vinhos mais baratos.

Conheça mais:

Errazuriz Reservado Merlot

Alto Madero Reserva Cabernet Sauvignon

Gran Reserva

Agora estamos elevando os níveis. Os vinhos Gran Reserva estão um nível acima dos Reserva. É produzido a partir das melhores uvas, separadas especialmente para sua produção. Assim como o Reserva ele também passa por períodos em barris de carvalho e em garrafa, só que agora por maior tempo, podendo chegar em até 5 ou 6 anos.

Aprecie os exemplos:

Punto Máximo Grand Reserva Malbec

Punto Máximo Grand Reserva Carménère

Além dos citados acima temos também os vinhos Reserva de Família, Reserva Especial e o Reserva Privada.

Algumas vinícolas utilizam esse tipo de termo em seus vinhos com a finalidade de classificar os “seus vinhos que são considerados superiores e que geralmente tem a produção limitada a poucas garrafas”. Porém esses termos não são regulamentados, no geral, são utilizados a critério do produtor.

Veja alguns exemplos:

Los Haroldos Reserva de Família Cabernet Sauvignon

Annie Reserva Special Reserve Pinot Noir

Gostou da matéria? Comenta aí em baixo, se tiver alguma dúvida ou sugestão de postes fala com a gente e acompanhe nossas redes sociais. Tem sempre coisa nova pra você.

Saúde!

Fonte: Tintos e Tantos
Vinho e Vida
Adaptação: Thálisson Mota
Revisão: Jéssica Wrzesinski


Fale Conosco

55 (41) 3085-0030

atendimento@obraprimaimportadora.com.br

Rua Santo Antônio - 73 - Rebouças
Curitiba/PR - Brasil CEP: 80230-120